archiveArchives

Francisco Jarismar de Oliveira (Mazinho) é Mestre em Ensino pela UERN. Licenciado em História pela UFCG; Especialista em Informática em Educação pela UFLA e Servidor Público Federal do IFPB.

O silêncio da balbúrdia?

A meu ver, enquanto houver um miserável, um homem com fome, o sonho socialista continua. (Ariano Suassuna) O mestre Ariano Suassuna denunciava em suas aulas espetáculo o seu apreço pelos...

E o salário, ó…

"Nada debilita mais a inteligência do que a obstinação orgulhosa na astúcia fracassada." (Olavo de Carvalho) O texto é simples, curto e de fácil compreensão, até mesmo para o mais...

Quo vadis, mundi?

"Eu, tu e todos no mundo, no fundo tememos por nosso futuro. Et e todos os santos valei-nos, livrai-nos desse tempo escuro." (Extra - Gilberto Gil) "A solução pras favelas...

Viva o dia da mentira!

"Vamos trabalhar para que os ricos fiquem mais ricos e para que graças a eles, os pobres por sua vez, sejam menos pobres" (General Presidente Costa e Silva) Francisco Jarismar...

O estilo de vida americano

O Brasil é uma nação de espertos que reunidos, formam uma multidão de idiotas. (Gilberto Dimenstein) Francisco Jarismar de Oliveira | Colunista Uma sociedade que não se enxerga não se...

O luxo do lixo

“Nada mais cretino e mais cretinizante do que a paixão política. É a única paixão sem grandeza, a única que é capaz de imbecilizar o homem.” (Nelson Rodrigues) Francisco Jarismar...

E então, que quereis?

“O Brasil é um asilo de lunáticos onde os pacientes assumiram o controle.” (Paulo Francis) Francisco Jarismar de Oliveira | Colunista Por mais que quiséssemos ser otimistas, o cenário é...

Há 80 anos apagou-se o Lampião

“Diga a ele que eu não tenho medo de boi velhaco, quanto mais de bezerra.” (Lampião para o Tenente João Bezerra) Francisco Jarismar de Oliveira | Colunista Do outro lado, na margem alagoana do rio São Francisco, Corisco ainda ouviu os estampidos mas nada pode fazer para defender o amigo e Capitão Lampião. Era madrugada de 28 de julho do ano de 1938. Há exatos 80 anos passados o sertão nordestino gravava para história um celeiro de fatos e mitos e, no imaginário popular, imortalizava o heroi/bandido Virgulino Ferreira da...

Neymar e o reflexo da nossa agonia

“Muitas vezes é a falta de caráter que decide uma partida. Não se faz literatura, política e futebol com bons sentimentos”. (Nelson Rodrigues) Francisco Jarismar de Oliveira | Colunista Na vigésima primeira edição do Campeonato Mundial de Futebol FIFA, acontecendo na Rússia, neste mês, já podemos desembrulhar algumas observações sem receio de exagero ou precipitações. Algumas constatações já eram esperadas, só não tínhamos como dimensionar a forma e os feitos em seu protagonismo. Taí o VAR, o machismo brasileiro e o Neymar para nos atestar os rumos que essa copa...

Os “coxinhas” vão a Moscow

“Aqui na terra tão jogando futebol Tem muito samba, muito choro e rock'n'roll Uns dias chove, noutros dias bate sol Mas o que eu quero é lhe dizer que a coisa aqui tá preta.” (Chico Buarque) Francisco Jarismar de Oliveira | Colunista Mais um mundial de futebol da FIFA e a euforia toma conta do povo brasileiro. No pais onde um jogador de futebol é milhões de vezes melhor remunerado que um professor;onde as torcidas “organizadas” protagonizam batalhas urbanas com homicídios cruéis e covardes;onde o sonho de muitos pais é...

Eu fico! Vocês passam

"Se é para o bem de todos e felicidade geral da Nação, estou pronto! Digam ao povo que fico" (D. Pedro I) Francisco Jarismar de Oliveira | Colunista Em 9 de janeiro de 1822, o entãopríncipe regente do Brasil, Pedro de Alcântara Francisco Antônio João Carlos Xavier de Paula Miguel Rafael Joaquim José Gonzaga Pascoal Cipriano Serafim de Bragança e Bourbon historicamente grafado como D. Pedro I, não acatou ordens das Cortes Portuguesas para que deixasse imediatamente o Brasil, retornando para Portugal. Já em 24 de maio de 2018, 196...

Nove alunos e um segredo

Faz parte da humanidade de um mestre advertir seus alunos contra ele mesmo. (Friedrich Nietzsche) Francisco Jarismar de Oliveira | Colunista Receber instrução e formação dos muitos professores e, com isso, gradualmente, ampliar sua percepção e compreensão do mundo, da sua própria personalidade e persona, eis a tarefa cotidiana do alumnus. À medida que avança em sua trajetória acadêmica ampliam-se os seus horizontes. Na mesma proporção expande-se as responsabilidades dos seus mestres em ajudá-los na preparação para a vida ante toda a sua complexidade e escolhas. Não. Aluno não quer...
1 2 3 4 5
Page 2 of 5