Muita hipocrisia na noite de natal

Por:

o-padreJesus nasceu pobre, na periferia, distante dos ricos, das elites, dos poderosos, dos palácios, do luxo e das riquezas. Como pobre, sentiu as dores do povo oprimido, injustiçado, ferido na sua dignidade de pessoa humana. Aliás, toda sua vida foi voltada para os pobres. Basta ver o sermão da montanha. “Felizes os pobres, os que passam fome, os mansos (amansados), os que são perseguidos por causa da justiça…” (Mateus 5: 1-11).

É natal! Muitos templos suntuosos, enfeitados, iluminados, com suas apoteóticas celebrações litúrgicas, porém vazias de anúncio e denúncia profética. O anúncio do Reino de Deus para os pobres, os pequenos, passa distante. Nada de veemente grito profético em defesa dos que clamam por justiça, vida, dignidade.

É natal! Muitos aplausos para Jesus, muitas mensagens de felicitações, muitas confraternizações, com comidas e bebidas caríssimas, porém, pouca sensibilidade humano-cristã diante dos sofrimentos de tantos irmãos nossos, vítimas das drogas, do trabalho escravo, da exploração sexual, do preconceito, da discriminação, da fome, miséria, da seca, da sede, da exclusão social e de tantas injustiças.

É natal! Na noite festiva do natal do menino Jesus, milhares de crianças, na América Latina, na África, no Oriente Médio, vão dormir ao relento, com frio, fome e sede. Seu silêncio infantil será uma oração clamorosa subindo aos céus, mas os ouvidos de muitos cristãos estarão moucos nessas horas.

É natal! No dia do nascimento de Jesus pobre, esfarrapado, milhões de seres humanos, filhos amados de Deus, estarão gritando por socorro, por clemência, pelas nossas mãos solidárias, mas muitos cristãos dirão que não têm nada a ver.

É Natal! E Jesus Cristo chora e lamenta na pessoa das vítimas das atrocidades das guerras promovidas por governantes que se rotulam de adoradores de Deus ou cristãos, mas esses ditos crentes dirão que é preciso usar a força bélica para destruir a força do mal.

É natal! Muita festa pra Jesus no céu, e nada pra Jesus na terra. Aliás, para muitos, o verdadeiro Jesus não será o centro da festa cristã. Quanta hipocrisia, farisaísmo!

E o Natal do verdadeiro Jesus, onde acontece? Acontece em cada pessoa humana desprezada, maltratada, destruída, destroçada, injustiçada, ferida na sua dignidade e agredida nos seus direitos inalienáveis. Então é Natal de Jesus na pessoa dos pobres!

Padre Djacy Brasileiro

Notícias relacionadas:

Brasil
Policial
Policial