Câmara de Monte Horebe aprova projeto de lei que aumenta salário de prefeito para R$ 20 mil, além dos subsídios de vice, vereadores e secretários

Por:

Reajuste gerou insatisfação em redes sociais.

A Câmara Municipal de Monte Horebe, no Sertão paraibano, aprovou o reajuste para os salários de prefeito, vice, vereadores, secretários municipais e adjuntos, em sessão realizada na última sexta-feira, dia 29 de maio. O projeto de lei foi da mesa diretora da Câmara.

No Executivo, o salário de prefeito teve um aumento acima do esperado pela população, pulando de R$ 15 mil para R$ 20 mil. Já o de vice-prefeito, o salário foi de R$ 7,5 mil para R$ 10 mil. Proporcionalmente, uns dos mais altos do estado, já que o pequeno município possui apenas pouco mais 4.800 habitantes, segundo o IBGE.

O salário dos vereadores, que é de R$ 3.000 e agora passará para R$ 4.500, teve um aumento de 50%, enquanto que o cargo de presidente da Câmara receberá o valor de R$ 6.750.

Os secretários municipais, cujo salário é de R$ 3.000, passarão a receber R$ 4.000 e os secretários adjuntos terão os vencimentos aumentados de R$ 1,500 para R$ 2.000.

Se sancionado pelo prefeito, o aumento passa a valer a partir de 2022.

Monte Horebe tem nove vereadores e o projeto foi aprovado por 8 votos contra 1. O voto contrário foi do único vereador de oposição, José Nivânio, conhecido como Torrado, por não concordar com os reajustes em plena pandemia do coronavírus, enquanto os poderes se unem para combater o vírus. Votaram a favor dos aumentos salariais os vereadores Valtiere, Júnior Guarita, Cabo Sula, Joaquim de Dedé, Nenen Pessoa, Edigley, Soares e Zé Nilton.

Nas redes sociais gerou muita insatisfação, por parte de algumas pessoas, por considerar muito alto os reajustes salariais para o tamanho do município, principalmente para o cargo de Executivo.

Veja os projetos abaixo

Radar Sertanejo

Notícias relacionadas:

Cidades
Cidades
Cidades