Com dois médicos cubanos, Secretaria de Saúde de São José de Piranhas aguarda decisões finais

Por:

USF Aurélio Cavalcanti, bairro da Várzea.

A Secretaria Municipal de Saúde de São José de Piranhas aguarda os desdobramentos finais para tomar uma decisão sobre os serviços prestados pelos médicos cubanos através do programa “Mais Médicos” no município. A informação foi confirmada ao jornal Panorama Notícia da Rádio Jatobá FM, nesta sexta-feira (16), pela secretária Dra. Ana Paula.

Na última quarta-feira (14), o governo de Cuba anunciou a saída do programa “Mais Médicos” citando “referências diretas, depreciativas e ameaçadoras” feitas pelo presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL) à presença dos cubanos no país.

Atualmente, São José de Piranhas conta com dois médicos, que atendem na USF Aurélio Cavalcanti, bairro da Várzea, e na USF Dr. Oseas Alves Mangueira, bairro São Sebastião.

Ana Paula disse que ainda não se reuniu com os dois profissionais cubanos para ouvi-los e tomar uma posição. Ela afirmou também que aguarda a posição que será tomada pelo Conselho Nacional de Secretarias Municipais de Saúde (CONASEMS) que está em negociação com o governo cubano e pelo Conselho de Secretarias Municipais de Saúde da Paraíba (COSEMS – PB) para saber se os médicos ficam ou retornam para o país caribenho.

A secretária adiantou que, se os médicos decidirem voltar para Cuba, o município vai contratar novos profissionais para assumir as vacâncias nas duas unidades de saúde. Ela citou que já está recebendo telefonemas de médicos recém-formados em faculdades de Cajazeiras, Juazeiro do Norte e João Pessoa, que pretendem trabalhar no município. Ana paula acrescentou que está aguardando o prazo necessário e os desdobramentos finais para tomar um posicionamento.

Por Dida Gonçalves
Radar Sertanejo

Notícias relacionadas:

Curiosidades
Cidades
Radar Flash