Serra Grande pede socorro pela seca, mas gasta R$ 202 mil com festa

Por:

Os gastos públicos são, em muitos casos, questões de prioridade para as prefeituras. Cada município elege com o que pretende investir mais e que atividade pode ficar em segundo plano. No Sertão da Paraíba,  mas precisamente na cidade de Serra Grande, a situação não é diferente. Lá, somente nas festas de emancipação política do município, este ano, a gestão municipal gastou pelo menos R$ 202 mil.  Contudo, o município está entre os 197 da Paraíba em estado de emergência devido à seca que assola.

Todo esse dinheiro não foi gasto apenas com uma banda musical, o dinheiro foi divido com as bandas, Forró dos Ballas, Forró do Dono, Limão com Mel, Gilson e Mania, Forró do Pakerador, Forró da Curtição e Rekebrança.As informações cosntam do TCE (Tribunal de Contas do Estado).

Outro aspecto que pode ser ressaltado nessa situação é que, se tivesse interesse em investir o valor gasto em festa nas ações contra a seca, a Prefeitura de Serra Grande poderia, por exemplo, instalar 101  cisternas de placas. Elas acumulam 16 mil litros de água e, segundo o Ministério da Integração Nacional (MIN), custa em média R$ 2 mil cada. São uma das principais formas de combate à seca e à falta de água que, segundo moradores é grande no município. Com esse valor gasto em festa, daria para o prefeito instalar também  ao menos 20 poços artesianos.

Pelo menos 197  municípios da Paraíba estão em situação de emergência devido aos problemas ocasionados pela seca, de acordo com avaliação do Ministério da Integração Nacional.  O estado é o segundo da Região Nordeste com maior número de ocorrências, perdendo apenas para o Piauí, que tem 202 municípios em situação crítica

Notícias relacionadas:

Política
Política
Policial