Três agências bancárias são arrombadas na Paraíba

Por:

De janeiro a agosto deste ano o número de assaltos a bancos aumentou, numa situação que deixa a população paraibana em pânico. Durante este período, foram roubads 43 agências em 33 municípios do Estado, colocando em “xeque-mate” a Segurança Pública, que não tem uma ação mais rigorosa para combater esta onda de assaltos. Os números registrados até agora são alarmantes, já que no ano passado foram 55 assaltos no total. Nas últimas 48 horas, o interior paraibano foi alvo de assaltos as agências bancárias.

A primeira aconteceu na segunda-feira (9), onde duas agências do Bradesco, dos municípios de Boa Vista e São Vicente do Seridó, no Cariri paraibano, foram alvos de tentativas de roubo. Nos dois casos, os assaltantes não conseguiram levar nada. Na madrugada desta terça-feira (10), foi a vez da agência do Banco do Brasil de Serra Redonda, no Agreste paraibano, a cerca de 90km de distância da Capital paraibana, que foi invadida por cerca de seis homens. Os acusados arrombaram as portas da agência, utilizando um maçarico para violar o terminal de auto-atendimento. Em seguida, os bandidos fugiram com o aparelho dentro do veículo.
 
Um morador da cidade que estava passando no local ligou imediatamente para a Central de Operações da Polícia Militar (Copom), informando o fato. Equipes do Batalhão de Choque de Campina Grande e do pelotão da PM de Ingá foram até o local para verificar a ocorrência. Parte dos policiais saiu em diligências para tentar localizar os bandidos, enquanto outros ficaram no município para isolar o local.
 
O intuito é preservar o estabelecimento para que a Polícia Civil providencie uma perícia, que poderá constatar como ocorreu o roubo e quais foram os danos causados. As polícias Federal e Rodoviária foram informadas e estão tentando localizar os responsáveis.  Os policiais militares acreditam que os grupos responsáveis pelas invasões e explosões em bancos sejam de outros estados. A Secretaria de Segurança Pública da Paraíba anunciou que está desenvolvendo um trabalho no Serviço de Inteligência em conjunto com investigadores do Rio Grande do Norte e Pernambuco para identificar os criminosos.

Paraíba Já

Notícias relacionadas:

Cultura
Política
Paraíba