Briga entre Jeová e Léo Abreu cancela ida de José Maranhão à Cajazeiras para inaugurar obras

Por:

O governador José Maranhão (PMDB) cancelou a sua ida para Cajazeiras nesta sexta-feira por conta da briga política entre o prefeito do município sertanejo, Léo Abreu (PSB), e o deputado estadual, Jeová Campos (PT).

O petista ameaçou romper politicamente com o gestor caso fosse à Cajazeiras entregar obras ao lado do socialista.

A assessoria do governador informou, através de matéria, que inauguraria nesta sexta-feira o Centro de Hemodiálise no Hospital Regional de Cajazeiras e entregaria quatro ambulâncias do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), no Sertão paraibano.

Na agenda também estaria uma visita às obras do Presídio Regional e o lançamento da Pedra Fundamental para implantação da Indústria Farmacêutica da Paraíba.

Jeová e Leo Abreu foram aliados nas eleições de 2008. O petista trabalhou muita para eleger o socialista prefeito. O rompimento político dos dois se deu depois que o pai de Léo Abreu, Vituriano Abreu (PSC), foi lançado pré-candidato ao posto de deputado estadual e anunciou que não apoiaria Jeová.

O acordo seria que o apoio do grupo fosse a candidatura do petista à Câmara Federal.

Política Pb

Notícias relacionadas:

Cidades
Paraíba
Política