Político defende uma ação conjunta de todos os poderes no combate ao trabalho infantil em Sousa

Por:

Combate ao Trabalho InfantilDe acordo com dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), mais de 3,3 milhões de crianças e jovens, entre cinco e 17 anos, trabalham no Brasil. Mais de 70 mil têm, no máximo, nove anos. Além de terem baixa remuneração, uma em cada quatro crianças deixa a escola e muitas estão submetidas às formas mais degradantes de trabalho. Em cinco anos, foram registrados mais de 12 mil acidentes de trabalho com crianças.

Diante desse cenário, o sousense Zenildo Oliveira presidente do diretório do PSD na cidade e pré-candidato a prefeito, busca a conscientização para os problemas relacionados ao trabalho infantil em Sousa. Para isso, defende uma ação conjunta de todos os poderes públicos de combate a essa exploração. Ele lembra que o Dia Mundial de Combate ao Trabalho Infantil, comemorado em 12 de junho está próximo, e deve ser usado para um alerta sobre os riscos desta prática nociva para crianças e adolescentes.

“Não há democracia plena e desenvolvimento onde existe trabalho infantil”, destaca Zenildo. Entre as causas apresentadas por Zenildo para a ocorrência do trabalho infantil estão a pobreza, as desigualdades sociais, a baixa escolaridade e a cultura da exploração. “Essas questões são causas, mas também são consequências do trabalho infantil. Ou seja, existe um círculo vicioso nesse processo causado pela omissão do setor público”.

Dados oficiais mostram que do total de crianças exploradas, 49,8% estão na zona rural e 50,2% na zona urbana. Desses, 61% não recebem remuneração fixa e 90% sofrem defasagem escolar. As piores formas do trabalho infantil, ainda segundo o sousense, são o trabalho escravo, a exploração sexual, a destinação para atividades ilícitas (a exemplo do tráfico de drogas) e tipos de trabalho prejudiciais à saúde – no lixo, pedreiras, carvão, trabalho doméstico e nas indústrias do tabaco. Para o pessedista várias dessas realidades são vistas corriqueiramente pelas ruas de Sousa.

O Dia Mundial de Combate ao Trabalho Infantil é uma data comemorativa criada pela Organização Internacional do Trabalho em 2002. “Queremos alertar a sociedade em geral para a realidade do trabalho infantil que continua acontecendo de várias formas. Seja com crianças nos semáforos, em feiras e até dentro de casa”, completou.

Assessoria de comunicação

Notícias relacionadas:

Policial
Política
Cidades