Bombeiros fazem operação em áreas de risco no Sertão

Por:

Uma grande operação batizada de ‘Arca de Noé’ será realizada a partir das 8h da próxima quinta-feira (7) em todo o Estado, pelo Corpo de Bombeiros Militar da Paraíba, com o objetivo de evitar e minimizar os efeitos decorrentes das chuvas, tais como inundações, deslizamentos, alagamentos, entre outros desastres relacionados às precipitações hídricas.

A ‘Arca de Noé’ faz parte da Operação ‘Fecha Quartel’ quando todas as unidades do Corpo de Bombeiros ficarão somente com o pessoal de serviço de guarda e essenciais. Os demais serão empregados no atendimento às populações que residem em áreas de risco.

Em parceria com a Defesa Civil do Estado, do município de João Pessoa e as coordenadorias de Campina Grande, Guarabira, Patos, Sousa e Cajazeiras o Corpo de Bombeiros Militar realizou levantamento sendo contabilizadas 121 áreas de risco em todo o Estado, sendo 36 em João Pessoa; 36 em Campina Grande; oito em Guarabira; 19 na área de Patos; quatro na região de Cajazeiras e 18 na área de Sousa. No primeiro dia serão atendidas na Capital as comunidades do Timbó, no bairro dos Bancários; Saturnino de Brito (Varadouro), Tito Silva (Miramar), Riachinho (Treze de Maio), Porto de João Tota (Mandacaru) e bairro de São José.

Com base nas informações coletadas os desastres que ocorrem nos períodos invernosos são provocados por causas de construções sem infra-estrutura em locais inadequados, em áreas de inundações, entre outras, além do acúmulo de lixo, chegando a deixar pessoas desalojadas ou desabrigadas e até vítimas feridas ou fatais.

Prevenção – A operação recebeu o nome ‘Arca de Noé’ por fazer alusão às primeiras ações preventivas em que o patriarca Noé preservou a vida de pessoas e animais quando, se antevendo ao dilúvio, construiu uma arca capaz de salvar muitas vidas, preservando-as da chuva.

Durante a operação os militares do Corpo de Bombeiros irão percorrer as comunidades mais vulneráveis às chuvas em todo o Estado, repassando aos moradores dicas de prevenção e segurança, principalmente diante de um desastre em decorrência de fortes chuvas. Serão distribuídos folhetos.

Cajazeiras e Sousa – Cajazeiras foram contabilizadas quatro áreas de risco todas localizadas nas proximidades do rio do Peixe, inclusive o município de São João do Rio do Peixe. Os bairros mais afetados em Cajazeiras são Cristo Rei, Asa Sul e São José.

A região polarizada pela cidade de Sousa, incluindo Mãe Dágua e Conceição possui 18 áreas de risco, compreendendo bairros do Alto do Cruzeiro, Várzea da Cruz, Guanabara, Angelim, Jardim Sorrilândia e ainda as comunidades de Carnaubinha, Caiçara dos Batistas, Pedregulho, Piau, Pereiros, Curralinhos, Cadeado, Várzeas de Sousa, Várzes do Menino Jesus, Clareão e Lagoa dos Estrelas.

Notícias relacionadas:

Paraíba
Cotidiano
Cotidiano