Suplente rebate declaração de Júnior Araújo e endossa pré-candidatura de Marcos Barros à prefeitura de Cajazeiras

Por:

O suplente de vereador, Adriano da Vila Nova (PTB), foi enfático ao rebater as declarações feitas por Júnior Araújo (Avante), após o deputado eleito ter afirmado que o vereador Marcos Barros (PSB) não reúne requisitos para ser o candidato a prefeito de Cajazeiras pelo grupo de oposição, em 2020.

Adriano endossou a pré-candidatura do atual presidente da câmara e disse que ele vai levar essa indicação adiante. Ele declarou que o nome de Marcos Barros tem que ser respeitado porque foi lançado pelo deputado Jeová Campos (PSB), que representa um grupo com mais de 7 mil votos na Terra do Padre Rolim.

Ele lembrou que Barros é um nome limpo que não possui nenhuma restrição no Tribunal de Contas do Estado e teve todas as suas contas aprovadas. Ele rechaçou a ideia de que somente Doutor (médico) é quem pode ser prefeito, afirmou que o povo precisa mudar o estilo de fazer política e se libertar dos vícios.

“Eu lamento a falta de humildade do recém-eleito Júnior Araújo, agora o que não pode é Cajazeiras está embarcando num grupo só de uma família, essa cidade precisa ter opção. Então eu discordo e lamento que o deputado Júnior não tenha essa visão”, disparou.

“Eu penso que o nome de Marcos aglutina sim, porque não é à toa ele ter desse tanto de mandato como vereador e presidente”, finalizou.

Por Dida Gonçalves
Radar Sertanejo

Notícias relacionadas:

Cultura
Cultura
Paraíba