Conheça a última afilhada do Padre Cícero que vive em São José de Piranhas

Por:

Maria José de Jesus, 87 anos, afilhada de Padre Cícero.

Uma das últimas ou talvez a única afilhada viva de Padre Cícero vive hoje na cidade de São José de Piranhas, na região do Sertão paraibano, e conta orgulho um pouquinho desse privilégio. Maria José de Jesus, conhecida por Maria Tavares, tem atualmente 87 anos e oito meses. Nunca casou, mas vive rodeada de sobrinhos e sobrinhos-netos que a têm como se fosse mãe ou avó.

Oito décadas depois da morte do “santo popular do Nordeste” Dona Maria diz que ainda tem herança do presente que recebeu de “Padim Ciço”. Na época, era comum os pais consagrarem uma criança a um santo (ou santa) da sua devoção para serem padrinhos. Como madrinha dela foi escolhida Nossa Senhora das Dores.

Padre Cícero não pode comparecer ao batizado, que ocorreu em uma capela no distrito de Boa Vista em São José de Piranhas, assim como Nossa Senhora. Mesmo assim, como um bom padrinho, mandou entregar 5 Mil Reis para as despesas do batizado. Os padrinhos ‘santos’ foram representados, na ocasião, por um casal chamado João Mulato e Maria Mulata.

Pouco tempo depois Padre Cícero doou uma novilha famosa que nunca mais faltou gado no curral da afilhada. “ Quem trouxe a minha garrota foi o velho “Mané Ruberto”, do sítio Cacaré, que era o vaqueiro do gado do meu Padim Ciço Romão Batista”, disse Maria José ao Radar Sertanejo. Na época, ela tinha 6 anos de idade.

A novilha foi produzindo e o rebanho de Dona Maria só aumentava. Ela deu gado a praticamente todos os sobrinhos e sobrinhos-netos e ainda hoje possui um restinho no cercado.

Lúcida e bem humorada, ela ainda lembra de um poema popular [de autoria desconhecida] que era recitado pelos cangaceiros de Virgolino Ferreira da Silva, vulgo “Lampeão”. Confira:

As moças do Riachão
São feias mas tem ação,
Botam queijo e rapadura
No “borná” de Lampeão

Veja vídeo:

De acordo com pesquisa feita pelo portal Radar Sertanejo, foi durante um combate, em 1927, no município de Flores, em Pernambuco, que esse poema recitado por Dona Maria foi entoado pelos cangaceiros em uma cantoria e anotado pelos policiais.

Quem foi Padre Cícero
Cícero Romão Batista foi um sacerdote católico brasileiro. Na devoção popular, é conhecido como Padre Cícero ou Padim Ciço. Carismático, obteve grande prestígio e influência sobre a vida social, política e religiosa do Ceará bem como do Nordeste. Nasceu no dia 24 de março de 1844, em Crato no Ceará. Faleceu em 20 de julho de 1934, em Juazeiro do Norte, cidade que ele mesmo fundou.

Por Dida Gonçalves
Radar Sertanejo

Notícias relacionadas:

Cultura
Cidades
Policial