Presidente Michel Temer repete que Nordeste será prioridade de seu governo

Por:

Em mais uma tentativa de agenda positiva, o presidente Michel Temer participou na manhã desta quarta-feira, 15, de cerimônia de anúncio da liberação de milho dos estoques governamentais para venda a criadores e agroindústrias de pequeno porte do Nordeste, no Palácio do Planalto, e repetiu que a região será prioridade de seu governo. A agenda acontece no mesmo dia em que a pesquisa CNT/MDA mostrou uma piora da avaliação da gestão do presidente.
De acordo com o levantamento, a avaliação positiva do governo Temer apresentou queda nos últimos quatro meses e foi para 10,3%.

Na cerimônia, com uma plateia de parlamentares e governadores da região, o presidente disse que aqueles que acompanham os atos de seu governo sabem que eles não são feitos de “palavras vazias” e encontram “respaldo em atos concretos”. “Fatos que são criticáveis não podem superar aqueles que são positivos para o País”, disse, relembrando que seu governo começou em um período de grande recessão e o primeiro passo foi trabalhar para combatê-la. O presidente fez a defesa do ajuste fiscal e disse que, mesmo com as restrições, o governo “não esquece daqueles mais carentes”.

Temer disse que tem “feito muitas viagens” ao Nordeste e que isso revela que há uma prioridade de seu governo. A região, ainda é considerada como um dos últimos redutos petistas, e o presidente tem tentado reverter a sua baixa popularidade. Ao fazer a cerimônia para liberar 140 mil toneladas de milho para o Nordeste, o presidente anunciou ainda 60 mil toneladas. “Nosso objetivo é chegar a quem mais precisa sem muita burocracia”, afirmou.

Em sua fala, Temer disse que era importante divulgar os fatos de seu governo e aproveitou para fazer novamente afagos ao Congresso. “O Congresso Nacional tem permitido os anúncios que temos feitos. A solenização de certos atos são importantes para a divulgação”, disse.

A safra 2016/17 de milho está sendo colhida e deve ser recorde. O programa de vendas em balcão é destinado para pequenos produtores agroindustriais, para ajudar criadores de suínos e aves do nordeste. Eles podem compra estoque público a preço de atacado direto nos distribuidores.

 

Agência Estado

Notícias relacionadas:

Cidades
Cultura
Policial