O Natal de Jesus e da Humanidade

Está chegando mais uma festa natalina, mas percebe-se que o mais ilustre aniversariante do mês não é lembrado da forma que merece. Aproxima-se a grande festa do nascimento de Jesus e a grande maioria da população continua sem entender o verdadeiro significado dessa data, a maior parte do povo não compreende, e com base em novas tecnologias e seus laços culturais deforma renovada, não reverencia a verdadeira festa cristã em louvor ao nascimento de Jesus Cristo. De um lado as igrejas comemoram o surgimento de Jesus, o maior revolucionário do universo ao longo dos últimos dois mil e dezoito anos, já outros entendem que o natal significa mais um período de festa e nem lembra o principal aniversariante do mês. Vem mais um final de ano, boa parte dos comerciantes nem se lembram de JESUS, anunciam promoções muitas delas falsas para influenciar o povo ao consumismo, a grande maioria visa somente os lucros e explorar a população que compra desenfreadamente, muitas ficam o ano novo com sua condição financeira comprometida e passando privações ao longo do ano novo.

Observei em todas as confraternizações que participei até agora, e não consegui ver claramente alguém lembrando diretamente a presença primordial do principal aniversariante do mês: JESUS CRISTO. Cristo estava presente em espírito, dado a tranquilidade, satisfação, descontração e a emoção de todos, sempre com as mesmas tradições, esquecendo-se de orar, mas lembrando de brincar e como sempre as trocas de presentes, a tradicional brincadeira do amigo e amiga secreta, amigo doce, bolos, salgados, refrigerantes, comidas típicas e em alguns casos a presença de muito churrasco e bebidas alcoólicas. Como fica o aniversariante de honra do mês sem ser apontado como o principal mentor da festa?

Nos comerciais de rádio e televisão, as chamadas: “o seu natal aqui é bem melhor”, “participe da promoção de natal da loja…”, O menor preço é no natal de loja X”, e o nascimento de Jesus Cristo onde está? O que vemos é uma transformação geral de gestos de confraternização por lucros comerciais. As tradições natalinas que representam o verdadeiro nascimento de Jesus estão se indo, o povo mudou tudo e não imagina mais em um natal de oração, de comemoração em família e a celebração da palavra viva de Jesus. Como será o futuro da humanidade se as suas verdadeiras tradições estão saindo de circulação, tudo em nome do modernismo falso e sem sentido que aparece em todo o universo. Será que estas mudanças representam o modernismo de verdade? Como fica os nossos antepassados de histórias bravas? Não estou aqui querendo retornar o passado, mas lutar pelo respeito das grandes tradições que nunca devem se acabar e ao mesmo tempo posso não concordar em sua totalidade com certas mudanças, no entanto, respeito a opinião de todos. Tudo muda, nossa vida, nossa mente, nosso organismo fica mais fraco, mas as nossas tradições, sejam lá qual for, devemos ter um enorme cuidado na hora de mudar.

O melhor natal que você pode participar seria dividir um pouco do que tem com famílias carentes de sua vizinhança, aquelas pessoas que passam necessidades o ano inteiro, se poder, der uma cesta básica, e de preferencia compre no comércio local e peça para o próprio vendedor mandar entregar e não falar o seu nome, diga apenas que foi um filho de Deus que mandou. Fazendo uma ação como essa você está vivenciando o verdadeiro natal de Jesus. Não tem sentido fazer uma grande festa em sua casa e deixar muitas vezes o seu vizinho, parente e amigos passando necessidades. Dê-lhe a oportunidade de viver pelo menos o dia de natal feliz. Quem divide o pão nunca falta na sua mesa “o pão nosso de cada dia”.

Aproveito o espírito natalino para desejar aos nossos leitores um feliz natal e um ano de 2019 repleto de paz e harmonia entre todas as famílias. Rogo a Deus em meu nome de toda a minha família que o natal de JESUS seja a verdadeira luz do senhor em todos os lares da Terra. Como Jesus Cristo nasceu simples e em uma manjedoura, assim também cresça no coração dos homens a paz, a virtude e a luz da sabedoria do poderoso mestre. Que a humanidade pense sempre na paz e na concórdia da luz do divino pai eterno e Deus ilumine com a luz divina a todos os nossos irmãos e irmãs. O Grande Arquiteto do Universo que é justo e perfeito esteja sempre presente em todos os lares, comércios, estabelecimentos escolares, ilumine e converta para o bem os maus feitos das penitenciarias, o divino pai eterno transmita a sua luz para os hospitais, ilumine os ambientes administrativos e legislativos de forma geral, e em fim, que as pessoas se confraternizem não apenas no natal, mas durante todo o ano de 2019. AMÉM.

Francisco Inacio de Lima Pita

Francisco Inácio de Lima Pita

Francisco Inácio de Lima Pita

 

Francisco Inácio de Lima Pita é Radialista e Professor Licenciado em Ciências e Biologia pela UFPB e UFCG respectivamente. Atualmente é professor aposentado por tempo de serviço em sala de aula, escritor dos livros CONCEITOS E SUGESTÕES PARA VIVER BEM O MATRIMÔNIO, AS DROGAS E A RETA FINAL DA VIDA E VARIAÇÕES POÉTICAS e tem outros livros em andamentos, mora atualmente na cidade de São José de Piranhas – PB. Produz e apresenta todos os sábados o Jornal Terra News pela Rádio Terra Nova FM, 88.7 MHz.

[email protected]