Na hora de votar

Francisco Inacio Pita | Colunista

Na hora de votar devemos ter o maior cuidado do mundo, é uma hora importante na vida de todos nós. Uma má escolha leva a nação inteira ao sofrimento, fazendo uma boa opção todos nós seremos beneficiados. Durante a campanha que já começou em todo Brasil de forma indireta, porque ninguém registrou a candidatura, enquanto isso, a maioria dos pré-candidatos está comparecendo às festas danças, inaugurações de obras, velórios, sepultamentos até de desconhecidos, e outros acontecimentos que tenham uma boa concentração de pessoas.

- PUBLICIDADE -

Quem vai concorrer ao novo pleito eleitoral já está arrumando os apoios, as lideranças estão trocando de partidos, formando-se novas coligações e os eleitores devem ser em breve visitados. Não resta dúvida de que todos vão se apresentarem como bons e traz a imagem de um salvador da pátria, já sabe tudo que precisa fazer para melhorar a vida do povo, pedem desculpas por não ter feito tudo que prometeu há quatro anos, mas promete que se for eleito vai cumprir com toda a demanda solicitada pelo povo, eles prometem como nunca e faltam como sempre.

A regra da campanha política dificilmente vai mudar porque a maioria do povo não sabe se cuidar e tem memória curta, muitos eleitores nem lembram em quem votou na eleição passada, uma boa parte dos eleitores por necessidade recebe algo em troca do voto e leva para o poder um corrupto que só vai estragar a sua comunidade. A vez agora é do povo, mas a população precisa está informada e esperta para não votar em cafajeste, hoje encontramos uma minoria de gestores e legisladores que nos representam com honestidade e respeito, a maioria passa uma proposta durante a campanha eleitoral e faz diferente quando assume o poder. Precisamos lembrar que a nossa escolha tem um grande valor e podemos mudar o rumo administrativo do nosso Brasil. O difícil é encontrar alguém que proporcione somente o bem para o povo sofrido e mal assistido, infelizmente, uma boa parte dos concorrentes nas eleições pelo Brasil afora, são veteranos e viciados em corrupção.

Durante a campanha e nos programas eleitorais do rádio e da televisão, ouviremos muitas informações, sempre um concorrente criticando o outro, cuidado com essas informações, muitos concorrentes até inventam para ganhar as eleições. Não é desconfiando, mas ao mesmo tempo devemos ter cuidado, é função do eleitor saber se é verdade ou não as informações que virão à tona na mídia dos programas eleitorais. O espaço é para o concorrente mostrar seu projeto de governo, mas a maioria muda o foco, e faz uma verdadeira politicagem.

A população brasileira precisa ouvir atentamente os concorrentes, principalmente quem foi gestor ou legislador, procure lembrar se em sua administração ele se comportou bem ou fez uma má gestão, não deixe de analisar o seu comportamento na gestão passada. Com relação aos concorrentes novatos, procure saber se eles são cidadãos de bem dentro da sociedade, como trata as pessoas e principalmente se ele assume ou já assumiu algum cargo público. Como se comportava e atendia ao povo. A boa escolha pode mudar a nossa vida de forma geral, mas pode também nos levar ao buraco se fizermos uma má opção na hora de votar. Não se esqueça de lembrar que você tem o direito de escolher, cuidado com os assessores dos políticos que vem de forma elegante para lhe convencer a votar nos seus candidatos, seja você mesmo o autor do seu voto, bom mesmo é não aceitar a interferência de ninguém na sua opção de eleitor. Seja um bom eleitor livre e independente, que age assim, tem todo o direito de exigir do futuro gestor e legislador os benefícios do qual eles tem a obrigação de fazer e aprovar, beneficiando de forma geral a sua comunidade.

A maior virtude de um eleitor é votar livremente, escolher com responsabilidade e exercer o seu papel de cidadão brasileiro, mesmo vivendo numa democracia que lhe obriga a comparecer para votar, à luz de Deus pode está presente se você analisar com responsabilidade e for você mesmo o autor do seu voto. Não esqueça que na hora de votar somente Deus e você fica sabendo em quem você votou.

As eleições vão acontecer no dia 2 de outubro de 2022, e estão concorrendo um presidente da república, um senador, deputados federais, governadores e deputados estaduais. A sua escolha vai fazer toda a diferença, saiba escolher bem por que essa é a forma legal de mudar um pouco o nosso Brasil, principalmente se você não está concordando com as atuais administrações e legislações.

O Brasil é um país democrático, mas não se tem aplicação da democracia de forma correta, porque sabemos que durante as eleições muitas coisas ruins acontecem, a exemplo da compra de votos, votos em troca de empregos, e outras formas que desvirtua a democracia. A justiça eleitoral está presente e fiscaliza tudo, mas muitos concorrentes encontram a forma desonesta de agir. É claro, quando alguém é denunciado e tem prova que cometeu ações irregulares é punido na forma da lei. Mas Infelizmente, os fatos de corrupção sempre acontecem da parte de muitos concorrentes, apesar de toda a fiscalização das autoridades competentes.

Quero finalizar desejando a todos os eleitores uma boa sorte, que Deus possa iluminar a mente do eleitor para que ele faça uma boa escolha, ilumine também os gestores e os legisladores para desenvolver um bom trabalho nos próximos quatros anos, com consciência, honestidade, determinação, amor à missão e cumpra a risca na verdade o seu papel de gestor e legislador, desejo aos eleitores e os futuros eleitos uma boa sorte.

Por Francisco Inacio Pita