A vida da população e o jogo da politicagem

Francisco Inacio Pita | Colunista

Meu Brasil de povo forte, de gente que trabalha, paga-se impostos além da conta, mas sem generalizar a sua administração vem nos últimos anos um pouco a desejar. Observei que existe também fike News, informações desencontradas, aumento nas informações do efeito Coronavírus, o sensacionalismo nas informações, em fim, até parece um jogo de politicagem, tendo o povo como a maior vítima. Não estou abandonando as informações importantes, ainda existem muitos meios de comunicações sérios, entrevistas com médicos bem informados e outros boletins informativos que tem contribuído para certo entendimento e orientação de importância para a nossa população. O tempo ainda está de perigo, “quem poder fique em casa”, está provada pela Organização Mundial da Saúde (OMS) que o isolamento social e todos os cuidados no momento do pico da doença, é a melhor forma de prevenção, sair de casa somente em extrema necessidade, principalmente as pessoas que fazem parte do grupo de risco, como: hipertenso, diabéticos, pessoas acima de 60 anos, quem tem doenças cardíacas, problemas respiratórios e etc. Outro fato me chamou atenção, uma pequena parte da população no interesse dos 600 reais do Auxílio Emergencial estão nas filas da Caixa Econômica ou Lotérica sem as devidas proteções. Para evitar à contaminação as ações do governo são importantes, mas a própria população precisa fazer também a sua parte.

Também observamos: de um lado o Governo Federal criou, pagou e continua pagando o Auxilio Emergencial, são várias condições para ter direito e credenciou a Caixa Econômica Federal para pagar o tal auxílio, mas graças a Deus muitos pais e mães já receberam e estão mantendo de certa forma o básico para seus filhos. Outro fato notável e sem generalizar, muitos supermercados, vendas de frutas e verduras, farmácias entre outros, aumentaram os preços dos produtos, e os órgãos de fiscalização do consumidor não agem a todo vapor para coibir tal ato de desonestidade e oportunismo. De um lado os donos dos mercadinhos e supermercados de médio e grande porte alegam que o aumento já vem das fábricas e fornecedores, no final da reta quem paga a conta é o consumidor.

O Governo Federal liberou verbas para os estados custearem despesas com a pandemia do coronavírus, segundo os Governadores, o Governo Federal diz que enviou um valor e os Governadores informam que receberam, mas um valor bem inferior do valor anunciado pelo Governo Federal. É o jogo da politicagem e tem o povo como maior vítima, por que os senhores Governadores já têm o seu salário garantido. Alguns administradores estão fazendo farra com o dinheiro, comprando o que quer e em alguns casos superfaturados. Como exemplo de desmando administrativo, podemos citar um dos casos, um prefeito paraibano comprou livros que fala do Coronavírus para dar ao povo de seu município, já foi denunciado pelos órgãos federais e está na mira da justiça. Tem também alguns casos de Governadores que compraram respiradores com valor bem diferente entre um estado e outro, e segundo as denúncias os respiradores são do mesmo fabricante, às vezes até com o dobro do valor do outro. Em outras palavras roubando o dinheiro que pertence ao povo, vemos a continuação do jogo da politicagem, a desonestidade visível, e se não for fiscalizado, a farra com nosso dinheiro vai continuar, é necessário um planejamento de gastos bem idealizados e observado pelos órgãos de fiscalização do Governo Federal, muitos prefeitos vão brincar com dinheiro e comprar coisas impróprias para o projeto de ação coronavírus. O Governo Federal precisa fiscalizar como se o dinheiro fosse tirado do seu próprio bolso, parte dos governadores e alguns prefeitos estão brincando com dinheiro, conforme algumas denúncias apresentadas, esses administradores precisam ter consciência, vergonha na cara e gastar com responsabilidade.

Vemos um Brasil sem estrutura para enfrentar uma grande pandemia, o resultado é o grande número mortes por falta de assistência e equipamentos necessários, a maioria dos hospitais no Brasil está na UTI, e principalmente sem estruturas e equipamentos apropriados para tratamento de covid-19, poucos respiradores, medicamentos sem a certeza de cura e uma série de desmando criado por alguns administradores anteriores que desviaram recursos da saúde brasileira.

A melhor ideia é a proteção, mas vemos nas ruas de muitas cidades brasileiras as pessoas sem acreditar e andando sem máscaras e não imaginam que o problema pode se alastrar. Será preciso as autoridades pressionar quem não está tendo os cuidados de prevenção? Ter que pressionar é uma forma retrógrada, mas parte do povo brasileiro infelizmente adora contrariar, e só entende na forma de pressão ou quando tem prejuízo financeiro.

O jogo político é bem claro, dar quase pra entender que muitos administradores estão abarrotados de verbas e gastando de forma aleatória. Quero lembrar mais uma vez, o Governo Federal precisa fiscalizar através da Controladoria Geral da União (CGU) e Polícia Federal e acionar outros órgãos federais de fiscalização, para evitar improbidade administrativa.

A maior forma de evitar a contaminação é a prevenção que depende mais de nós do que do próprio governo, a população precisa entender que o problema existe e não está longe, com a prevenção tudo pode mudar, você precisa organizar a sua rotina, nunca se esqueça de tomar os cuidados necessários, do mais simples como lavar as mãos com água e sabão, usar álcool em gel 70%, usar máscaras, manter a distância entre pessoas e assim por diante. A prevenção é a melhor solução para evitar uma grande contaminação e extermino parcial da população, por que acabar com o vírus totalmente no universo é praticamente impossível. Eu acredito que esse vírus é o primeiro sinal da TERCEIRA GUERRA MUNDIAL, que poderá acontecer e dessa vez será uma guerra biológica. Somente Deus para nos socorrer do mal, se você tem fé ore diariamente que este mal sairá do nosso caminho, amém.

Por Francisco Inacio Pita

Francisco Inacio Pita

Francisco Inacio Pita

 

Francisco Inácio de Lima Pita é Radialista e Professor Licenciado em Ciências e Biologia pela UFPB e UFCG respectivamente. Atualmente é professor aposentado por tempo de serviço em sala de aula, escritor dos livros CONCEITOS E SUGESTÕES PARA VIVER BEM O MATRIMÔNIO, AS DROGAS E A RETA FINAL DA VIDA E VARIAÇÕES POÉTICAS e tem outros livros em andamentos, mora atualmente na cidade de São José de Piranhas – PB. Produz e apresenta todos os sábados o Jornal Terra News pela Rádio Terra Nova FM, 88.7 MHz.

pittadoradio@gmail.com