Lula amplia vantagem sobre Bolsonaro no 2º turno e venceria por 52% a 34%

Por:

Segundo pesquisa PoderData/Band divulgada nesta quarta-feira (14) no Jornal da Band, Luiz Inácio Lula da Silva ampliou sua vantagem sobre Jair Bolsonaro em um eventual segundo turno nas eleições presidenciais de 2022. (vídeo acima)

A pergunta para os entrevistados foi: “Se houvesse segundo turno entre Bolsonaro e Lula, em quem você votaria?” Lula venceria Bolsonaro por 52% a 34% – 18 pontos percentuais de diferença. No levantamento anterior, revelado em 17 de março, a distância era de 5 pontos percentuais: 41% a 36%.

De acordo com a simulação feita com os dados da pesquisa, Bolsonaro perderia do apresentador Luciano Huck em um segundo turno (48% a 35%) e empataria tecnicamente na margem de erro contra os outros candidatos. Veja abaixo:

Bolsonaro 34% x 52% Lula
Bolsonaro 35% x 48% Huck
Bolsonaro 38% x 48% Ciro Gomes
Bolsonaro 38% x 37% João Doria
Bolsonaro 38% x 37% Sergio Moro

A pesquisa foi realizada pelo PoderData, divisão de estudos estatísticos do site Poder360, entre os dias 12 e 14 de abril. A margem de erro é de 1,8 ponto percentual. A divulgação do levantamento é feita em parceria editorial com o Grupo Bandeirantes.

Foram feitas 3.500 entrevistas em 512 municípios, nas 27 unidades da Federação.

Cenário estável no primeiro turno

Entre as intenções de voto no primeiro turno, houve mais estabilidade. Lula segue com 34% dos votos, contra 31% de Bolsonaro – que variou um ponto dentro da margem de erro. Confira as intenções dos eleitores abaixo:

Lula (PT) – 34%
Jair Bolsonaro (sem partido) – 31%.
Ciro Gomes (PDT) – 6%
Luciano Huck (sem partido) – 6%
João Amoedo (novo) 5%
João Doria (PSDB) – 4%
Sérgio Moro (sem partido) – 3%
Luiz Henrique Mandetta (DEM) – 2%
Brancos e nulos – 7%
Não sabem 2%.

Rejeição

A pesquisa também mediu a rejeição dos candidatos. No caso, foi perguntado aos entrevistados em quem eles “não votariam de jeito nenhum”. Dentre as seis opções, o ex-juiz Sergio Moro teve a maior rejeição (60%), enquanto Lula teve o menor índice, com 41% dos entrevistados. No caso de Bolsonaro essa taxa é de 50% – queda de 3 pontos percentuais. Veja os índices de rejeição dos possíveis candidatos:

Lula – 41%
Huck – 48%
Bolsonaro – 50%
Doria – 55%
Ciro – 57%
Moro – 60%

O plenário do STF julga nesta quinta (14) se confirma a decisão do ministro Edson Fachin, que anulou as condenações do ex-presidente Lula na operação Lava Jato. Para Fachin, a Justiça do Paraná não poderia ter julgado o ex-presidente. Se a maioria do Supremo concordar com ele, os direitos políticos de Lula ficam mantidos e o petista poderá se candidatar nas eleições de 2022.

Fonte:  Jornal da Band

Notícias relacionadas:

Cidades
Cidades
Policial