Paraíba reforça qualificação de agentes de saúde para o combate da Covid-19

Por:

O Governo do Estado reforça as ações para o enfrentamento do novo coronavírus na Paraíba. A Secretaria de Estado da Saúde (SES) realizou, entre os dias 11 de novembro e 2 de dezembro, um treinamento voltado para os agentes Comunitários de Saúde (ACS) sobre estratégias de monitoramento e combate à Covid-19 no estado.

Ao todo, 103 municípios paraibanos participaram da qualificação, que contou ainda com o apoio do Conselho de Secretarias Municipais de Saúde da Paraíba. Entre os temas abordados pelas facilitadoras, a importância do monitoramento de pacientes e a necessidade de reconhecer os sintomas do novo coronavírus entre os usuários das áreas cobertas pelos agentes. A capacitação da SES é uma das medidas estratégicas para fortalecer o combate à pandemia na Paraíba.

De acordo com a gerente operacional da Atenção Básica da SES, Rayanna Coelho, o ACS é fundamental neste processo, pois ele tem mais vínculo com a população e está inserido na comunidade. “Esta proximidade torna possível uma articulação para sensibilizar a população a respeito dos cuidados, bem como o monitoramento mais próximo e registro dos casos da Covid-19 e o acompanhamento dos pacientes com sintomas do vírus”, explica.

Os participantes foram orientados a registrar os casos em tempo oportuno e verificar se os usuários atendidos apresentam algum sintoma do agravo, como tosse, febre, sintomas gripais ou outras manifestações. A atenção aos pacientes crônicos, que merecem ainda mais atenção neste momento, também foi um tema debatido na capacitação.

“É importante que as receitas de medicamentos contínuos estejam sempre em dia, bem como exames e consultas de rotina para os pacientes crônicos. Também podem mobilizar a população através de grupos de whatsapp, carros de som, rádio comunitária e associação de moradores para que todos estejam atentos às medidas de prevenção e relatem ao ACS em caso de sintomas”, reforçou a palestrante do Conass, Rosane de Lucca Maerschner.

Ainda durante a capacitação foi abordada também a importância do registro civil, a chamada certidão de nascimento. “Dados oficiais indicam que 1.2% da população infantil na Paraíba não tem o registro civil, É importante que o agente de saúde realize a busca ativa destes pacientes, oriente os pais sobre a necessidade do documento, para diminuir a porcentagem dessa população que acaba se tornando invisível para a mensuração dos dados de notificação e planejamentos de saúde pública”, frisou Rayanna Coelho, lembrando que o primeiro registro é gratuito.

Orientações sobre distanciamento, isolamento social, uso de máscara e higiene também foram reforçadas durante o treinamento, a fim de que a informação seja replicada pelos ACS de forma educativa para a população dos municípios. É importante salientar que ainda não há vacina para o vírus e que o Estado mantém um plano de contenção da doença, baseado em medidas preventivas e incremento dos leitos especializados na rede hospitalar estadual.

Notícias relacionadas:

Política
Policial
Paraíba