TRE começa preparação de urnas eletrônicas, na Paraíba

Por:
TRE começa preparação de urnas eleitorais, na Paraíba — Foto: Roberto Jayme/TSE

TRE começa preparação de urnas eleitorais, na Paraíba — Foto: Roberto Jayme/TSE

A preparação das urnas eletrônicas que serão utilizadas nas Eleições 2020 começou a ser feita pleo Tribunal Regional Eleitoral (TRE-PB) na quinta-feira (29). O processo de cargas das urnas está sendo realizado nos cinco Núcleos de Voto Informatizado (NVI) da Paraíba, que funcionam em João Pessoa, Campina Grande, Patos, Pombal e Cajazeiras.

Conforme a juíza eleitoral da 1ª Zona Eleitoral, Cláudia Evangelina Chianca, os procedimentos incluem a inserção, nos cartões de memória de carga da urna eletrônica, dos dados e fotos dos candidatos a vereador, bem como dos prefeito e seus vices.

“Também serão inseridas informações relativas à Zona Eleitoral e às informações dos eleitores de cada seção, para onde irão as urnas eletrônicas e também as mídias para gravação dos resultados”, frisou a magistrada.

Segundo TRE, essa etapa está sob a responsabilidade do juiz membro Márcio Maranhão Brasilino da Silva, na condição de presidente da Comissão de Preparação das Urnas.

A geração das mídias das Eleições Municipais 2020 ocorreu nos dias 27 e 28 de outubro, no salão nobre do TRE paraibano. Na ocasião, foram preparados cartões de memória de carga, de votação e de resultado, para a gravação dos arquivos da urna eletrônica.

Esse trabalho foi coordenado pela juíza Ouvidora do Tribunal Regional Eleitoral da Paraíba (TRE-PB), Michelini de Oliveira Dantas Jatobá, designada na sessão da última quarta-feira (21), presidente da Comissão de Geração de Mídias, para as Eleições 2020, e foi aberto aos representantes de partidos políticos e de coligações, aos representantes do Ministério Público Eleitoral e da Ordem dos Advogados do Brasil – Seccional da Paraíba. Durante os procedimentos, as pessoas presentes puderam conferir os dados e acompanhar todas as atividades, para atestar a transparência do processo.

José Cassimiro Júnior, secretário de Tecnologia da Informação e Comunicação, explicou como o processo de preparação acontece.

“Nós geramos mídias ontem e antes de ontem, produzimos os cartões de memória e agora nós começamos a colocação destes cartões, com as informações de eleitores e candidatos, em cada uma das 8.542 urnas eleitorais que funcionarão este ano na Paraíba. É uma atividade para o primeiro turno e se houver segundo turno, será feito o mesmo procedimento. Essa operação, que foi iniciada hoje, consiste em colocar o cartão de memória, que é o HD da urna, onde fica o sistema operacional, os programas que rodam nela e também as informações dos eleitores que votam naquela seção e dos candidatos de cada município. Também é colocado na urna, uma espécie de pendrive que é chamado de “memória de resultado” onde será gravado o resultado de votação daquela urna, quando o mesário encerrar a votação, no dia do Pleito. Em seguida, é colocado o lacre, assinado pelo juiz eleitoral e promotor eleitoral para que ninguém tenha acesso ao interior da urna eletrônica de votação”, explicou o secretário.

Segundo o TRE, as urnas ficarão alocadas nos NVIs até a quinta-feira que antecede o pleito e então serão movidas para as seções eleitorais, onde as Zonas Eleitorais farão a posterior instalação a espera do eleitor no dia 15 de novembro.

.

G1 PB

Notícias relacionadas:

Policial
Policial
Paraíba