Seap firma parceria com ONG União Paraíba para qualificar reeducandas de Cajazeiras

Por:

.

As reeducandas da cadeia pública feminina de Cajazeiras vão confeccionar máscaras e roupas, incluindo fardamentos. A iniciativa resulta de um termo de protocolo firmado nesta quinta-feira (29) entre a Secretaria da Administração Penitenciária e a ONG União Paraíba. De início a instituição está doando 20 mil kits para que as reeducandas confeccionem máscaras que serão doadas às comunidades vulneráveis do estado.

“O Planejamento Estratégico implantado pela Seap tem como uma das principais metas expandir os projetos de reinserção social de pessoas privadas de liberdade para que tenham oportunidades de qualificação profissional ao mesmo tempo em que participam de atividades educacionais nas unidades prisionais. Hoje avançamos com novas boas práticas, desta vez para Cajazeiras e a parceria com a instituição União Paraíba certamente vai significar muito na vida das reeducandas daquela cidade sertaneja”, pontua o secretário Sérgio Fonseca.

A gestora da União Paraíba, Aline Leite Fernandes, afirma que a instituição busca trazer projetos sustentáveis para comunidades e grupos sociais vulneráveis, a exemplo das detentas. “Esse é um de nossos objetivos, então nós podemos com isto fazer algo a longo prazo, além do apoio à questão emergencial agora, que é a pandemia, por isso a doação de máscaras nesse momento”. A parceria com a Seap é inédita em termos de secretarias do governo estadual.

O gerente executivo de Ressocialização, João Sitônio Rosas, participou do momento da assinatura do termo de procolo e destacou que uma unidade produtiva será implantada na cadeia feminina de Cajazeiras. “A política de reinserção social se fortalece, o Sebrae ofertará a supervisão técnica desse projeto e o governo da Paraíba, através da Seap, acredita cada vez mais na mudança efetiva, na quebra do ciclo de violência, com as ações de ressocialização”, adiantou.

A diretora da cadeia pública feminina de Cajazeiras, policial penal Paloma Correia Lima, avalia que a medida contribuirá para inserir as reeducandas no mercado de trabalho. “Mão de obra nós temos, além do incentivo da nossa Secretaria. Hoje temos oportunidade de expandir a produção do Projeto Ateliê, que teve início com a pandemia da Covid-19, e agora teremos a profissionalização das reeducandas para que tenham alguma fonte de renda revertida aos familiares, além de tentar inseri-las no mercado de trabalho”, enfatizou.

A União Paraíba é uma iniciativa da sociedade civil e faz parte do Movimento União Brasil, presente em 19 estados do país e começou suas atividades com a doação de 9.000 frascos de álcool em gel na Grande João Pessoa e em Campina Grande. Agora prepara seus próximos passos: realizará a doação de 5.300 cestas básicas; 76 mil máscaras de proteção; e 26 mil protetores face shields para toda a rede hospitalar do estado.

Notícias relacionadas:

Policial
Policial
Paraíba