Indústria do etanol na Paraíba movimenta 1,5 bilhão de reais e gera cerca de 65 mil empregos diretos e indiretos

Por:

Consumo interno do etanol ajuda a impulsionar a economia do estado gerando emprego e renda.

O setor sucroenergético, do qual o etanol faz parte, é extremamente importante para o desenvolvimento regional da economia. Das usinas em operação na Paraíba, sete delas são filiadas ao Sindalcool (Sindicato da Indústria de Fabricação de Álcool na Paraíba). Segundo o último levantamento do sindicato, em 2018 o setor movimentou R$ 1,5 bilhões com salários, impostos e insumos. A estimativa do Sindalcool é que esse valor é injetado anualmente na economia local.

Em um panorama geral, a cadeia produtiva reúne usinas e destilarias, incluídos 1.500 mil produtores rurais, 21.800 empregos diretos e 44.000 postos de trabalho indiretos em mais de 26 municípios paraibanos. Atualmente, o setor é o que mais emprega no campo.

“A maioria dos trabalhadores rurais encontram no setor da cana sua única oportunidade de emprego, que é importante para que eles consigam sua aposentadoria. O canavial é o que mais gera emprego para o trabalhador rural. É de lá que os trabalhadores tiram seu sustento”, afirma João Antônio Alves, diretor da Federação dos Trabalhadores Rurais Agricultores e Agricultoras Familiares da Paraíba (FETAG-PB) e Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Sapé.

A arrecadação atual do estado com combustíveis é de 22%, sendo 5% deste percentual proveniente do etanol, dados que ressaltam ainda mais a alta representatividade e importância econômica da produção do etanol para a Paraíba. Quanto mais se consome no estado, maior o retorno para a economia local.

Etanol é vantajoso para o meio ambiente, para a saúde e o bolso do consumidor

Além dos benefícios socioeconômicos para a Paraíba, o etanol é vantajoso para o meio ambiente, para a saúde dos seres humanos e para o bolso do consumidor. O biocombustível emite 82% menos dióxido de carbono (CO₂) do que a gasolina. Sua combustão resulta em menos gases nocivos na atmosfera em comparação ao diesel e a gasolina.

A redução de poluentes contribui para a boa qualidade do ar e, consequentemente, para a saúde das pessoas. Além de não poluir a atmosfera, o etanol também não polui a água e o solo. O biocombustível é defendido, inclusive, pelos profissionais de saúde.

“Enquanto profissional de saúde, nós fazemos a defesa do que for biorenovável e do que produz energia limpa. Tudo que agride menos a natura e traz benefícios para o homem dá mais qualidade de vida e contribui para a saúde da população. Essa é uma discussão muito importante de ser feita pelos gestores de saúde porque saúde não é só montar rede de hospitais e postos para o doente, mas também é trabalhar o biopsicossocial, a prevenção e a promoção da saúde”, diz a enfermeira Ilara Nóbrega.

O etanol também é mais vantajoso para o bolso do consumidor. Segundo o último levantamento realizado pela Ticket Log referente ao mês de agosto, a Paraíba é um dos oito estados brasileiros e 1º do Nordeste onde é mais vantajoso abastecer com etanol do que gasolina. O preço médio do litro do etanol no estado é de R$ 3,151, já o preço do litro da gasolina comum é R$ 4,281.

Notícias relacionadas:

Política
Cidades
Paraíba