Filho relembra aniversário do pai com música para ele no cemitério de São José de Piranhas

Por:

Para relembrar o aniversário do pai Lauro Laurindo, conhecido em São José de Piranhas por “Lauro Celeiro”, falecido no ano passado, o filho Vanderlei Ferreira de Morais, 54 anos, decidiu reunir alguns amigos para quebrar o silêncio do cemitério e alegrar o campo santo da cidade, por volta das 6h15 da manhã deste sábado (14), cantando e tocando ao redor do túmulo do Mestre Lauro, que se fosse vivo estaria completando 96 anos. (Assista vídeo acima)

Assim como fez no ano passado, Vanderlei relembrou que todos os anos no aniversário do seu papai ele o homenageava com um almoço em família, tocando um acordeonzinho, de preferência canções do Gonzagão, até porque no tempo de novo Lauro tocava banjo, cavaquinho e bandolim instrumentos musicais que hoje são usados pelos grupos de pagodes.

“Hoje, mais uma vez, vim de maneira diferente com minha sanfona, meus instrumentos, homenagear meu papai onde se encontra aqui em sua última morada”, enfatizou Vanderlei emocionado.

Mestre Lauro era natural do município de Mauriti, no Ceará. Passou a morar em São José de Piranhas ainda jovem, aos 20 anos de idade, para ensinar Tobia Gouveia a trabalhar na arte da sola, onde constituiu família ao casar-se com Maria Ferreira de Morais (Dona Geni) e teve quatro filhos, sendo três homens e uma mulher. Em Jatobá ele viveu 70 anos, até o dia de sua partida.

Vanderlei ao lado do pai Mestre Lauro (Foto: Arquivo)

Radar Sertanejo

Notícias relacionadas:

Paraíba
Cidades
Cidades