Ex-prefeita de Monte Horebe, Cláudia Dias, pede desfiliação do PSB e passa liderança da oposição para Luciano Pessoa. Entenda…

Por:

Cláudia Aparecida Dias (Foto: Arquivo)

A ex-prefeita de Monte Horebe, Cláudia Aparecida Dias, pediu desfiliação do PSB assim como de qualquer outra agremiação partidária que o nome dela possa constar, neste ano de 2020, justificando motivos pessoais. O documento foi entregue ao juiz da 40ª Zona Eleitoral, Ehmerson Nogueira da Silva, com data de 10 de fevereiro do ano em curso. No entanto, ela afirmou que continua com o governador João Azevêdo.

Cláudia foi enfática ao dizer ao site Radar Sertanejo que este ano não pretende se filiar a nenhuma sigla partidária e afirmou, ainda, que está passando a liderança do grupo de oposição no município para o comando do ex-vice-prefeito, Luciano Pessoa.

“O motivo da minha desfiliação partidária foi ouvir boatos de pessoas na cidade de que eu passei a participar de grupos de orações da igreja com o intuito de fazer articulação política. Para mim, isso foi a gota d’água. Como eu não tenho pretensão de concorrer a nenhum cargo político e ainda algumas pessoas me perseguem, decidi me desfilar”. Explicou Cláudia.

A ex-prefeita afirmou que, mesmo antes de entrar na política, sempre foi uma pessoa que freqüentava a igreja e de muita fé cristã. Mesmo assim, por estar participando de grupos de orações, existe alguém que está envolvendo a sua crença religiosa com especulação política, gente que chega até a interferir na sua vida pessoal.

“Me desfilio, exclusivamente, pelo fato de não ter pretensão de ser candidata a nenhum cargo eletivo, saio do partido com sentimento de gratidão por ter me acolhido, mas como fica a dúvida, se algumas pessoas e a especulação está gerando comentários envolvendo a minha fé cristã prefiro dar um basta”, concluiu.

Radar Sertanejo

Notícias relacionadas:

Brasil
Cidades
Cidades