Professor é preso suspeito de estuprar alunas de escola particular de Cajazeiras

Por:
Resultado de imagem para Central de Polícia de Cajazeiras

Central de Polícia de Cajazeiras

Pelo menos quatro alunas de uma escola particular do município de Cajazeiras, no Sertão paraibano, teriam sido estupradas por um professor. O crime foi denunciado por familiares das vítimas. O homem, que tem 37 anos, foi preso e confessou os crimes.

Os estupros começaram a ocorrer no início de 2018, quando as vítimas tinham entre 13 e 15 anos. Segundo o delegado Glauber Fontes, que investiga o caso, o contato entre alunas e o professor começou ainda dentro da escola, onde o suspeito aliciava as vítimas por meio de mensagens em aplicativos e redes sociais.

Depois, o professor convidou as alunas para irem até o seu apartamento. Lá, as vítimas foram induzidas a ingerir bebidas alcoólicas e o suspeito praticou estupro contra algumas delas.

“Recebemos a denúncia da mãe de uma das vítimas e a partir daí descobrimos as outras vítimas. Tomamos depoimento de três das quatro meninas e pelo menos duas relataram o estupro. Existe a possibilidade de que novas vítimas apareçam a partir dessas denúncias contra o professor. Ele não negou os estupros, mas afirmou que pensava que as vítimas eram mais velhas do que a idade que tinham e que por isso cometeu os atos sexuais”, contou o delegado.

O suspeito foi preso preventivamente e será encaminhado ao Batalhão da Polícia Militar em Cajazeiras, já que possui formação em ensino superior. Ainda segundo o delegado, funcionários e outros alunos da escola serão ouvidos durante a investigação.

Portal Correio

Notícias relacionadas:

Paraíba
Policial
Paraíba