Com trabalho de prevenção, nenhum caso de Dengue, Zika e Chikungunya foi registrado em 2019 em Bonito de Santa Fé

Por:

O trabalho educativo e de prevenção fez Bonito de Santa Fé ficar livre da Dengue, Zika e Chikungunya até o momento.

O município de Bonito de Santa Fé, no Alto Sertão da Paraíba, ao contrário de muitos municípios do país, passou o período de chuvas ou período de maior incidência das doenças transmitidas pelo mosquito Aedes Aegypti (dengue, zika e chikungunya), sem registro de nenhum caso. Ainda no final do ano passado, o prefeito Chico Pereira (PSB), observando a péssima experiência vivida no mesmo período de 2018, quando foram registrados 530 casos, reuniu-se com o secretário de Saúde Andson Barbosa e solicitou o empenho dele no combate ao mosquito e suas larvas.

Em atenção ao que fora solicitado pelo prefeito, o secretário municipal reuniu-se com as equipes da Atenção Básica (UBS Central, UBS da Antolândia, UBS da Populares e UBS do Distrito de Viana) e com os Agentes de Combate as Endemias, com o propósito de traçarem um plano de ações e cumprimento de metas, visto que, na zona urbana e no distrito de Viana, existem 4.630 imóveis habitados, sendo que, por recomendação do Ministério da Saúde, pelo menos, um em cada quatro imóveis, ou 25% dos imóveis, devem ser visitados.

Sem medirem esforços, os membros das equipes básicas de saúde que se responsabilizaram, dentro do plano, pela parte educativa (conscientização) da população, bem como os agentes de Combate as Endemias, que assumiram a parte de pesquisa (visitação) e tratamento, visitaram todos os imóveis da cidade e do distrito de Viana. Estas duas equipes contaram, outrossim, com a indispensável colaboração da Secretaria de Serviços Públicos, que tem à sua frente o secretário Helder Lima e da Secretaria de Agricultura, por seu Departamento de Meio Ambiente, este sob as orientações do seu chefe Velton Pires, juntamente com as suas equipes proporcionaram a manutenção da cidade, inclusive, os terrenos baldios, limpos, o que implicou no resultado, até então, de zero caso de Dengue, Zika e Chikungunya, bem como das doenças de Chagas e Calazar em nosso município.

Veja galeria com mais fotos

O agentes políticos e públicos envolvidos neste trabalho de saúde preventiva, adiantam ainda que ficarão vigilantes para manterem este quadro, e que o próximo enfrentamento contará com a ajuda de uma viatura ou um veículo L – 200 que nos foi doada pele Ministério da Saúde e que esta para chegar, o que, certamente, nos trará maior agilidade na cobertura destas áreas antecitadas eoutras que serão incluídas, a exemplo da Vila São Luiz.

Finalmente, dizem os gestores: são obras desta natureza, invisíveis aos olhos de muitos, que contribuem, decisivamente, para o bem-estar da população bonitense.

Com Assessoria de Imprensa

Notícias relacionadas:

Brasil
Cidades
Paraíba