CRF-PB emite nota de repúdio contra Câmara de Vereadores de Monte Horebe; confira

Por:

Foto Divulgação – Imagem reproduzida do site oficial da Câmara.

O Conselho Regional de Farmácia do Estado da Paraíba (CRF-PB) emitiu, na última quinta-feira (07), nota de repúdio contra a Câmara Municipal de Monte Horebe, no Sertão da Paraíba, pela desvalorização do Profissional Farmacêutico que trabalha para a Prefeitura, entendendo como abusiva a aprovação, por aquela Casa Legislativa, do Plano de Cargos e Salários, oferecendo a pífia remuneração destinada aos Farmacêuticos que integram os quadros de servidores do Município.

Segundo a Nota enviada ao Radar Sertanejo pelo CRF-PB, a referida remuneração caracteriza um profundo desrespeito a toda classe Farmacêutica do Estado da Paraíba, notadamente por atentar contra o princípio constitucional da dignidade da pessoa humana. Leia abaixo nota na íntegra:

NOTA DE REPÚDIO

O Conselho Regional de Farmácia do Estado da Paraíba – CRF/PB repudia a desvalorização do Profissional Farmacêutico entendendo como abusiva a aprovação, pela Câmara Municipal de Monte Horebe, do Plano de Cargos e Salários, oferecendo a pífia remuneração destinada aos Farmacêuticos que integram os quadros de servidores.

A referida remuneração caracteriza um profundo desrespeito a toda classe Farmacêutica do Estado da Paraíba, notadamente por atentar contra o principio constitucional da dignidade da pessoa humana.

A luta do CRF-PB pela garantia das condições éticas e técnicas de trabalho, além de fiscalizar, orientar e defender o exercício profissional. Compreendendo que temos o compromisso ético-político organizativo de defender a qualidade na realização das Políticas Públicas e da Saúde, pois conforme estabelecido na legislação o Farmacêutico é o Guardião do medicamento, entendemos que isso não é possível sem a valorização do funcionalismo público e em especial do Farmacêutico. E esta valorização requer respeito e a garantia das condições éticas e técnicas de trabalho e de salário digno.

Baseados no discurso falacioso da crise financeira, os gestores públicos vêm sistematicamente penalizando os servidores de forma cruel e ilegal, violando direitos constitucionalmente garantidos.

Ao fazer a opção da política nefasta de lesar os servidores/Farmacêuticos, os gestores prejudicam a execução das políticas de Governo e prejudicam toda uma população.

João Pessoa-PB, 07 de março de 2019

____________________________________
Farm. Cila Estrela Gadelha de Queiroga
Presidente do CRF/PB

VEJA OS DOCUMENTOS ASSINADOS ABAIXO:

Notícias relacionadas:

Paraíba
Política
Paraíba