Escolas Cidadãs Integrais da Paraíba terão nova disciplina criada em parceria com universidade Finlandesa

Por:

A Secretaria de Estado da Educação e Ciência e Tecnologia (SEECT) vai implantar, neste ano, a disciplina ‘Colabore e Inove’ nas Escolas Cidadãs Integrais na Paraíba. A nova disciplina é fruto do Programa Gira Mundo Finlândia e foi criada pelas professoras Luiza Iolanda Cortez e Giovania Lira a partir do trabalho desenvolvido pelo Programa em 2017 e 2018. A disciplina surgiu por meio de parceria entre a Secretaria de Estado da Educação (SEE), a Comissão Executiva das Escolas Cidadãs Integrais e a Instituição Proakatemia (Cultura e Educação Empreendedora) da Universisty of Applied Sciences (TAMK) na Finlândia.

A construção desse novo componente curricular nas escolas cidadãs foi guiada pela treinadora (coach) Hanna Saraketo, com o intuito de compartilhar os conhecimentos adquiridos no curso sobre empreendedorismo e habilidades fundamentais para profissionais no século XXI, realizado neste ano, na Finlândia, e do qual as professoras paraibanas participaram.

Relacionada ao empreendedorismo, a disciplina vai trabalhar as habilidades dos alunos na criação de soluções para desafios cotidianos. A proposta é inovadora na educação básica, trazendo referências mundiais de uma educação de qualidade adaptadas para a realidade do estado. Dessa forma, a matéria se torna mais significativa, inclusiva e desafiadora, na medida em que estimula diversas capacidades e talentos dos estudantes, procurando envolver alunos e professores com metodologias ativas da educação, facilitando os meios para criar um ambiente que estimula o protagonismo e fortalece a autonomia do discente.

Os professores que irão lecionar a disciplina terão que passar por formação continuada de 80h anuais. O curso será realizado pelas professoras Luiza Iolanda Cortez e Giovania Lira em parceria com a Universidade de TAMK da Finlândia.

Para as idealizadoras da disciplina, Luiza Iolanda Cortez e Giovania Lira, a ideia da ‘Colabore e Inove’ visou relacionar métodos educacionais e pessoas, estudantes e professores. “Sua base fundamenta-se no método desenvolvido por Carl Roger da aprendizagem centrada no estudante e na pedagogia da autonomia de Paulo Freire. O propósito é dar relevo ao potencial do corpo discente no processo de ensino e aprendizagem. Pretende-se estimular participação do estudante, destacando qualidades e conhecimento prévio”, disse Giovania.

Iolanda ressalta que a disciplina irá possibilitar o desenvolvimento de um ambiente que cria possibilidades variadas de aprendizagem. “Colabore e Inove vai valorizar métodos autênticos de avaliação, ação e compreensão do contexto, promovendo o fortalecimento da autoconfiança, empoderamento e participação, estimula a colaboração e favorece a autonomia”, disse.

Notícias relacionadas:

Policial
Política
Cidades