Professor da UFCG, radicado em São José de Piranhas, tem livro publicado por editora europeia

Por:

Professor Dr. Iranilton Trajano da Silva (Foto: Arquivo pessoal)

O professor Dr. Iranilton Trajano da Silva do Centro de Ciências Jurídicas e Sociais da Universidade Federal de Campina Grande teve seu mais novo livro publicado pela Editora Novas Edições Acadêmicas (NEA), com sede na União Europeia, a convite da própria editora. A NEA tem atuação em 40 países e é afiliada à editora SIA OmniScriptum Publishing, com sede na Alemanha.

O lançamento da obra intitulada “Execução Penal / Ressocialização: estudo comparado de Argentina e Brasil” ocorreu nesta quinta-feira (26/04/2018), tanto na versão eletrônica quanto em papel, e aborda a problemática em que vive o atual sistema prisional brasileiro e argentino, fazendo uma análise comparativa e identificando a omissão estatal na busca de projetos e políticas sociais eficientes na amortização do crime, como causa principal da desordem do sistema penitenciário, cujas políticas quando não aplicadas no combate à delinquência, sejam levadas mais a sério no decorrer da execução da pena imposta, de maneira que possa vislumbrar o alcance do objetivo principal, que se resume na recuperação do segregado, por meio da ressocialização, cuja proposta é dirigida tanto ao Brasil quanto à Argentina, que apesar de conter uma população carcerária bem menor que a do Brasil, passa por sérios problemas nessa ordem estrutural. Restando confirmado, portanto, que nas circunstâncias de omissão dos Estados argentino e brasileiro, quanto à aplicabilidade dos direitos e garantias legais do preso, a possibilidade de reinserção social é negativa.

O mais novo livro de Dr.Trajano publicado pela Editora Novas Edições Acadêmicas (NEA), com sede na União Europeia.

O livro foi publicado em Português e já está disponível para compra nas principais livrarias digitais do mundo, dentre elas a MoreBooks. Brevemente, a comunidade da UFCG terá acesso à versão física do livro.

Dr.Trajano é natural de Serra Grande (PB), mas radicado na cidade de São José de Piranhas (PB), onde constituiu família e reside a vários anos.

Radar Sertanejo com Ascom CCJS

Notícias relacionadas:

Política
Policial
Cidades