Conceição: vereador se preocupa com níveis dos reservatórios de água

Por:

açude pO Vereador e Presidente da Câmara Municipal de Conceição (PB), destemido, trabalhador e extremamente preocupado com a seca que assola todo o país, principalmente a nossa região e especificamente a sua cidade, fez no sábado 07 de fevereiro, uma visita aos açudes do Condado e de Serra Vermelha “Ladeira”.

O primeiro, um reservatório imenso que abastece as propriedades dos agricultores que se localizam onde a água liberada pelo mesmo consegue atingir.

Um dos problemas identificado por Flávio foi que, apesar da imensidão da barragem, os níveis de água se encontram em uma situação de pré-colapso.

Imagem abaixo
O mais preocupante é que, embasado em suas próprias averiguações, o perspicaz vereador, obteve informações de que agricultores estão fazendo mau uso da água liberada pelo açude do Condado, utilizando bombas de alta potência para fazerem a irrigação dos seus plantios e deixando os companheiros que têm menos poder aquisitivo sem o líquido precioso.

Flávio fez questão de ver tudo de perto, desceu pelo paredão do açude, observou atentamente o fluxo de água liberada nas comportas e se mostrou preocupado. Pensativo, ele imaginava formas para conter todo o desperdício sem cometer injustiças, mas com severidade tomará as medidas cabíveis e mobilizará a população no sentido de conscientizar e normatizar o consumo da água depositada naquele reservatório. Evidentemente precisa do apoio da AESA e dos órgãos competentes ligados ao governo do estado, pois se não cair chuva nos próximos 8 dias, ele lutará para fechar as comportas.

A título de informação a todos e para que saibam a real situação apurada por Flávio, o açude do Condado tem capacidade para suportar 36 milhões de metros cúbicos de água e atualmente, está com apenas 7 milhões. Um verdadeiro susto aos que necessitam daquela água. Uma real e triste notícia que se pode dar a uma população totalmente dependente da água para a sobrevivência.

O Presidente da câmara Municipal de Conceição-PB, sob o sol escaldante do sertão da Paraíba em meio ao matagal seco, chegou até as residências dos ribeirinhos e até provou da água do açude, degustou e sentiu o sabor e a pureza da mesma, explicou a necessidade do controle e que não medirá esforços para ampará-los.

Logo em seguida, como um verdadeiro desbravador, atravessou a parede do açude dirigindo seu próprio automóvel em um terreno totalmente depreciado pela erosão onde a profundidade do abismo é assustadora e se deslocou até o açude de Serra Vermelha ou Ladeira onde foi recebido pelo proprietário da fazenda do mesmo nome, Sr. Antonio Mangueira de Figueiredo (Antonio Fausto). Ambos conversaram amistosamente e trocaram informações preciosas sobre o abastecimento de água na nossa cidade e também dirimiram dúvidas sobre comentários maldosos dirigidos ao Sr Antonio de Fausto com relação ao abuso no consumo da água do referido açude. A grande surpresa é que o Sr. Antonio, não utiliza uma gota de água sequer do açude que tanto gerou falácias na cidade, mesmo tendo o direito, já que doou 44 hectares de suas terras para a construção da barragem. Sr, Antonio, ironizou e disse: “mesmo que eu quisesse, como poderia tirar água de lá já que a mesma se encontra a quase a meio quilometro de distancia do sangradouro” e mostrou os números a Flávio.

O açude de Serra Vermelha ou Ladeira como é mais conhecido, tem capacidade para armazenar 14 milhões de metros cúbicos de água e se encontra com apenas 3,5 milhões o que é outro grande susto e representa uma ameaça real ao colapso, pois Conceição-PB, segundo o IBGE (Censo 2010), tem 18.363 habitantes.

Sr Antonio de Fausto foi mais longe e fez questão de levar Flávio e sua equipe ao poço amazonas que irriga toda a sua propriedade e vaidoso, com suas conquistas, revelou que ainda faz doação de água ao município num total diário de 100 mil litros e que o poço da sua propriedade tem capacidade para irrigar suas terras com 80 mil litros de água por hora. Um verdadeiro oásis!

Flávio, satisfeito com a atitude do Sr.Antonio, agradeceu a atenção e se preparou para o início das denúncias, normatizações e conscientização que começa hoje na publicação dessa matéria, se estende até o carnaval onde fará explanação pública e culminará com as determinações conseguidas junto aos órgãos responsáveis pela economia da nossa água.

Realmente Flávio Mangueira continua mostrando “pra que veio” e encerrou a sua fiscalização ao seu modo, pedindo a Deus que pela intercessão de São José, mande chuva,para que o povo na nossa terra não pereça com mais um ano de seca.

Com Roberto Ângelo

Notícias relacionadas:

Policial
Política
Política