Ricardo Coutinho é diplomado governador da Paraíba

Por:

"Eu vim para mudar". Com essa afirmação e falando de improviso, o governador eleito e diplomado, Ricardo Coutinho (PSB), assumiu o compromisso de modificar a realidade econômica e social da Paraíba nos próximos quatro anos.

Ricardo Coutinho (PSB) e Rômulo Gouveia (PSDB) foram diplomados na tarde desta sexta-feira (17) pelo Tribunal Regional Eleitoral (TRE-PB), como governador e vice-governador da Paraíba, respectivamente. A cerimônia aconteceu na Estação Ciências, Cultura e Arte, em João Pessoa.

O socialista disse que a sua gestão irá radicalizar a democracia no Estado, devido a implantação de instrumentos que garantam participação popular na gestão publica, a exemplo do orçamento democrático.

Ricardo também assumiu publicamente o compromisso com o desenvolvimento da economia e disse que nos primeiros meses de gestão irá se reunir com o setor produtivo da economia para discutir estratégias conjuntas para alavancar o setor. Entretanto, o socialista fez questão de ressaltar que o crescimento econômico tem estar em sintonia com a execução de políticas publicas eficientes, para garantir melhoria social e de qualidade de vida para a população paraibana.

"Eu sei qual foi o recado que o povo paraibano deu nessas eleições. O recado do povo paraibano é que o povo quer mudança. A Paraíba tem que acabar com esse estigma de ser um Estado que é bom para classe política e ruim para a população. Eu vim para mudar", afirmou Ricardo.

Durante seus agradecimentos, Ricardo Coutinho fez questão de agradecer a Deus, aos seus familiares, a sua equipe de campanha, ao vice-governador eleito, Romulo Gouveia, e ao povo paraibano pela confiança depositada em seu nome. Ricardo lamentou ainda a ausência do senador mais votado da historia da Paraíba, Cassio Cunha Lima (PSDB), que aguarda decisão do STF para ser diplomado e empossado no cargo.

Além do governador e do vice, o TRE-PB concedeu diplomas a 86 candidatos eleitos, incluindo os três suplentes mais votados de cada partido ou coligação. Os diplomas foram assinados pelo presidente do Tribunal, o desembargador Genésio Gomes Pereira Filho.

Notícias relacionadas:

Política
Policial
Cidades