Energia fica mais cara na Paraíba

Por:

A diretoria da Aneel (Agência Nacional de Energia Elétrica) aprovou nesta terça-feira(24), o reajuste tarifário da empresa Energisa, que atende 1 milhão de unidades consumidoras na Paraíba. O efeito médio a ser percebido pelos consumidores da empresa será de 3,93%. Para baixa tensão, o reajuste médio será de 2,54%. Para alta tensão, média de 7,35%. O reajuste entra em vigor em 28 de agosto.

Brasília
A agência aprovou também o reajuste da CEB (Companhia Energética de Brasília), o reajuste médio para consumidores residenciais será de 6,35%. Para consumidores de alta tensão, como indústrias, o reajuste será de até 9,67%.

A CEB atende 838 mil unidades de consumo no Distrito Federal. As novas tarifas passam a vigorar a partir de 26 de agosto.

Piauí
A Aneel votou ainda o reajuste anual da distribuidora Cepisa (Companhia Energética do Piauí), que atende a quase 1 milhão de unidades. Para consumidores residenciais o reajuste médio será de 0,99%, e para alta tensão, 4,98%. Entra em vigor em 28 de agosto.

Paraná
A distribuidora paranaense Força e Luz Coronel Vivida, com 6.000 unidades atendidas, também teve reajuste aprovado. O efeito médio a ser percebido pelos consumidores da empresa será de 2,34%.

Os reajustes levam em conta a inflação do ano, medida pelo IGP-M, os custos com aquisição de energia e o aumento da CCC (Conta de Consumo de Combustíveis), encargo que custeia geração de energia nos sistemas isolados.
 

Notícias relacionadas:

Cidades
Policial
Política