Johnson Abrantes teme que Cássio seja assassinado

Por:

Apontando como um dos mais brilhantes especialistas em direito eleitoral na Paraíba, o advogado Johnson Abrantes revelou nesta quinta-feira (05), na sede do Tribunal Regional Eleitoral, que está bastante receoso com os rumos da campanha política na Paraíba.

Em entrevista à imprensa na sede do TRE, Johnson Abrantes disse que há grandes chances de que aconteça uma tragédia na Paraíba e que toda a história que se passou nos anos 30 possa se repetir nas eleições deste ano no Estado. O advogado chegou a revelar que teme que o ex-governador Cássio Cunha Lima (PSDB) seja assassinado por seus adversários políticos.

“Pelo quadro que se instalou na Paraíba, a minha opinião e eu digo sem reserva nenhuma, de que estou receoso que venha acontecer uma tragédia na Paraíba igual à revolução de 30, na qual João Pessoa, por um problema pessoal resvalado para um problema político, foi assassinado no Recife por um cidadão chamado João Dantas”, explicou.

”Perdendo aqui como perdeu, perdendo nos Tribunais Superiores, porque nós não temos previsão nenhuma, receio que Cássio venha a ser assassinado para que não haja eleições limpas na Paraíba”, completou.

Indagado se esse assassinato seria literalmente, o advogado confirmou e acrescentou ainda que seria por ordem dos seus adversários políticos, por Cássio ser um grande comandante das oposições. A previsão de Abrantes se faz baseada tão somente na história, pois não há confirmação nenhuma de ameaça à integridade física do ex-governador.

“Falo baseado na história daqueles que não têm coragem de disputar as eleições com candidato competitivo”, disse.

Indagado também se os adversários que o governador enfrenta hoje têm o perfil violento apresentado no passado da história política da Paraíba, Abrantes respondeu que sim e citou o caso do assassinato do jornalista Paulo Brandão. “Os adversários são diferentes, mas os fatos são semelhantes”, assegurou.

 

Notícias relacionadas:

Cultura
Política
Paraíba