Taxista acusado de provocar acidente em Cajazeiras continua foragido

Por:

O taxista Manoel Dias de Freitas está sendo procurado pelas polícias estaduais, militar e civil, desde a última sexta-feira (30), acusado de ter provocado o acidente de trânsito na BR 230 em Cajazeiras, que causou a morte do casal sousense, o advogado Manoel Pedro Soares Junior, 37 anos e sua companheira a jovem Andréia Batista, 25 anos. De acordo familiares do taxista, o acusado não se apresenta temendo represaria por parte de familiares das vítimas.

O acidente aconteceu no início da tarde a última sexta-feira (30), onde o casal sousense o casal seguia em uma moto Suzuki Bandit, cor preta, placa MNJ 1291, da cidade de Sousa com destino a um encontro de motociclistas em Paulo Afonso na Bahia e ao chegarem às proximidades da Faculdade Santa Maria, foram colhidos violentamente por um veículo Ford Del Rey, placas BLR 8382, Cajazeiras – PB, que era conduzido pelo taxista Manoel Dias de Freitas. No sinistro o casal teve morte instantânea.

Com Sertão informado

Notícias relacionadas:

Cidades
Cidades
Cidades