Algodão colorido vira opção para mais de 150 famílias no Alto Sertão paraibano

Por:

O algodão colorido é hoje um dos maiores nichos de mercado para o Semi-Árido nordestino por suas características apropriadas para as condições de solo e clima dessa região. Dentro dessas características mais de 150 agricultores dos municípios de Monte Horebe, São José de Piranhas, Bonito de santa Fé e Cachoeiras dos índios vêm cultivando todos os anos o algodão Agroecológico na cor marrom.

O pólo desse consórcio se concentra no município de São José de Piranhas, lá toda a safra desses quatro municípios é beneficiada em máquinas pertencentes à Associação de Desenvolvimento Comunitário do sítio Lagoa de Dentro e depois transportada até COOPNATURAL em campina Grande, Cooperativa compradora da matéria prima.

Segundo o presidente da Associação de Desenvolvimento Comunitário do Sitio Lagoa de Dentro, Nelson Soares (foto), a safra de 2009 rendeu mais de 12 mil quilos de plumas, o que equivale a 6 mil quilos depois de beneficiada.

A diretora da Coopnatural, Maysa Gadelha, disse que vai incentivar para melhorar ainda mais o padrão de qualidade do algodão na Paraíba para atrair mais clientes e dar maior visibilidade ao algodão colorido no estado.

Da redação

Notícias relacionadas:

Cultura
Política
Paraíba