Polícia apreende 1 milhão de espoletas e 560 cartuchos de diversos calibres na BR-230 em Sousa

Por:

O Tenente Feitosa, Comandante da ROTAM do 14º BPM na Cidade de Sousa comandou uma Operação no começo da noite desta quinta-feira (09) que terminou uma apreensão de Hum Milhão de Espoletas, 560 munições, sendo de calibre 380, e 32 na BR 230, próximo à Cidade de Aparecida no Sertão da Paraíba.

Durante entrevista exclusiva, o Tenente Feitosa relatou detalhes desta operação conjunta com a Polícia civil. Contou que recebeu informes de um carregamento que estava sendo feito de forma ilegal, e que estava indo de Sousa ao Município de Patos no Sertão do Estado.

Um veículo do tipo van de transporte de passageiro foi interceptado em Aparecida na BR 230. O condutor não apresentou qualquer documentação das munições amontoadas em caixas.

– Indagado sobre a origem e o destino deste material, ele (condutor), revelou que pegou esse material da proprietária de uma Loja conhecida por “Rainha da Pesca”. O companheiro dela foi preso há cerca de um ano com o mesmo tipo de carregamento no Estado do Ceará com um veículo repleto de munições, contou.

O Tenente Feitosa também revelou que o material apreendido tinha destino a Patos. O condutor da Van caiu em algumas contradições ao dizer que seria entregue a um Indivíduo já identificado, e ele só recebia apenas o valor do frete. “Segundo ele já era a segunda vez que fazia esse mesmo procedimento”, disse.

Entretanto o Tenente Feitosa falou ainda que as diligências se estenderam até a área do 3º BPM de Patos, através do Coronel Campos, e não foi localizado a pessoa apontada pelo Condutor por recebedora do material.

– Indagado sobre a residência, ou local deixado, disse que como na outra vez, deixaria na rodoviária velha da Cidade, onde lá ele manteria contato telefônico, e a pessoa iria transportar para um local, que ele não tem conhecimento, informou.

De acordo com as informações, o que pesou ainda a respeito do material bélico apreendido foi não tem naquele instante nenhum documento comprobatório da origem, e destino, como por exemplo, Nota Final, além das condições de transporte.

O material bélico foi encaminhado à Delegacia. O condutor da Van, bem como a proprietária da Loja “Rainha da Pesca” foram detidos, mas depois liberados mediante fiança estabelecida pelo delegado, Dr. Vicente Honório Filho.

O Advogado da Loja “Rainha da Pesca”, Dr. Ozael da Costa Fernandes disse que tudo será esclarecido a respeito do material apreendido pela Polícia, e assegurou a inocência de sua constituinte.

RepórterPB

Notícias relacionadas:

Policial
Policial
Policial