TODO ENROLADO: André Gadelha pode ser condenado em ação que envolve empréstimos de servidores da Prefeitura de Sousa

Por:

Conforme informação que chegou ao portal , a Ação Judicial em que denuncia o ex-prefeito de Sousa, André Gadelha (MDB), por não repasse dos empréstimos consignados que não foram repassados ao Banco Bradesco, está em fase de alegações finais para julgamento do Magistrado.

Trata-se de ação civil pública por ato de improbidade administrativa com pedido de liminar de indisponibilidade de bens promovida pelo Município de Sousa, em face do ex-prefeito de Sousa.

O juiz recebeu a denúncia e entendeu que houve indício de cometimento de Ato de Improbidade Administrativa. Com efeito, consta nos autos a ausência de repasse dos valores ao banco Bradesco, referentes aos empréstimos consignados a instituição financeira no mês de setembro de 2016. Tal fato, foi demonstrado mediante o ofício emitido pelo banco Bradesco, acusando o não repasse dos valores em consignados na folha de pagamento.

Segundo informações, contra o ex-gestor, André Gadelha, existe uma representação, por apropriação indébita, Art. 168 do Código Penal. Desta feita, foram realizadas retenções (folha de pagamento dos servidores) das parcelas do empréstimo consignado feito no banco Bradesco, inerentes ao mês de setembro/2016. O valor que foi retido na gestão passada e não foi repassado, segundo informou o próprio banco, é no valor de R$ 235.895,96.

Conexão PB

Notícias relacionadas:

Paraíba
Cidades
Policial