Ônibus do Sousa é apedrejado na cidade de Sobral, no Ceará

Por:

Ônibus do Sousa é apedrejado. Divulgação/ Rafael Abrantes

Antes de um importante confronto na disputa pela Série D do Campeonato Brasileiro, o time do Sousa sofreu um duro golpe. Além de os jogadores e equipe técnica terem sido acordados com vários fogos de artifício na noite desse sábado (15), o ônibus que os levaram até a cidade de Sobral, para enfrentar o time do Guarany, foi apedrejado por volta das 2h da madrugada deste domingo (16).

O time enfrenta o Guarany neste domingo (16), em partida que vale vaga na próxima fase da Série D. De acordo com o vice-presidente do Sousa, Rafael Abrantes, o clima após o incidente com o ônibus era de receio pela integridade física dos atletas. “Quando jogamos contra o Guarany em Sousa, eles estavam pressionados, com salários atrasados e também alegaram que tiveram problemas com a comida do hotel. Então, quando perderam, o treinador tirou o foco da derrota do desempenho do time e jogou a causa disso para o Sousa”, explicou. Neste jogo ocorrido na Paraíba contra o Guarany de Sobral, o Dinossauro ganhou pelo placar de 3 a 1.

A partida deste domingo acontecerá com portões fechados por conta de uma punição sofrida pelo Guarany. “Eles estão tentando ganhar no jogo sujo. Estamos acuados, em outro estado e não conhecemos a Polícia Militar daqui. Mesmo assim, estamos recorrendo à polícia e também tentando entrar em contato com a CBF”, disse Abrantes.

De acordo com relatos, por volta das 2h, os motoristas viram que homens em motos começaram a passar no local onde o ônibus estava estacionado – um posto de gasolina – e jogaram pedras. As pedras atingiram as janelas e o vidro dianteiro do veículo, chegando a rachar o vidro em diversos pontos.

Os motoristas que presenciaram a ação fizeram um Boletim de Ocorrência na Polícia Civil do município, enquanto a equipe técnica do time do Sousa foi ao Batalhão de Polícia Militar da cidade para conversar sobre o ocorrido e tentar garantir segurança aos atletas. “Tememos pela integridade física e pela vida dos atletas”, finalizou o vice-presidente do time.

 

Portal Correio

Notícias relacionadas:

Cidades
Política
Política