CASO JBS: Efraim Filho reconhece “gravidade” na acusação contra Temer

Por:

O deputado federal paraibano e líder do Democratas na Câmara, Efraim Filho, defendeu, na noite desta quarta-feira (17), uma apuração célere no caso JBS onde o presidente Michel Temer é acusado de dá aval para a compra do silêncio do ex-deputado Eduardo Cunha, conforme revelou matéria do Jornal o Globo.

Em entrevista ao Jornal Nacional, Efraim Filho considerou que “a notícia é grave” e o caso precisa ser esclarecido.

De acordo com o Globo, os donos da JBS, Joesley Batista Wesley, homologaram na quarta-feira da semana passada delação contra o presidente Michel Temer que teria sido gravado em uma conversa embaraçosa.

Diante de Joesley, Temer indicou o deputado Rodrigo Rocha Loures (PMDB-PR) para resolver um assunto da J&F (holding que controla a JBS). Posteriormente, Rocha Loures foi filmado recebendo uma mala com R$ 500 mil enviados por Joesley. Temer também ouviu do empresário que estava dando a Eduardo Cunha e ao operador Lúcio Funaro uma mesada na prisão para ficarem calados.

 

Redação com MaisPB

Notícias relacionadas:

Cidades
Política
Política